Home / Artigos / Magnésio Dimalato – Conheça os benefícios que esse suplemento natural pode trazer a sua vida

Magnésio Dimalato – Conheça os benefícios que esse suplemento natural pode trazer a sua vida

Entenda a diferença entre magnésio dimalato e cloreto de magnésio

Antes de mais nada você deve saber que tanto o cloreto de Magnésio como o Magnésio dimalato são fontes de magnésio, ou seja, você obtém este mineral de ambas as substâncias.

O magnésio, por si só é um mineral importante para saúde pois auxilia na saúde do coração, ossos, hormônios, sistema nervoso e até de seus dentes. A verdade é que cada célula do corpo humano depende do magnésio para funcionar!

Tente adivinhar onde está a maior concentração de magnésio em seu corpo… Em seu cérebro e coração! Por isso a falta de magnésio pode ser fatal.

Estudo de longo prazo, publicado no American Journal of Clinical Nutrition, demostrou que o risco relativo de morte súbita cardíaca (SCD) foi significativamente menor nas mulheres com maiores índices de magnésio. Cada incremento de 0.25-mg/dL de magnésio no plasma foi associado a um risco 41 por cento menor de SCD.

Existem, de fato, algumas evidências que sustentam a relação entre magnésio e saúde do coração, e voltando à década de 1930, médicos costumavam prescrever magnésio para doenças cardíacas.

Como escrito em Magnífico Magnésio, publicado pela primeira vez na revista da Fundação Weston A. Price: “O magnésio trabalha em conjunto com o cálcio para regular os impulsos elétricos na célula – a concentração de magnésio no interior das células saudáveis é 10 mil vezes maior que a do cálcio, e há razões cruciais para esta precaução.”

Parte do benefício parece estar relacionado ao seu efeito sinérgico sobre o cálcio que ajuda a regular os impulsos elétricos e evita o depósito de cálcio nos tecidos moles.

O Magnésio é responsável por mais de 300 reações bioquímicas em seu corpo. Como afirma a Weston Price Foundation : “O magnésio é tão importante para várias funções vitais do corpo, e sua deficiência está essencialmente envolvida em tantas doenças (…). A lista atual de transtornos com relações diretas e confirmadas com deficiência crônica e aguda de magnésio é longa, e inclui muitas doenças, as quais o tratamento médico convencional, normalmente, não trabalha a insuficiência de magnésio. “

Magnésio Dimalato

Magnesio_Dimalato_350Já o Magnésio Dimalato, além do magnésio (cujos benefícios estão relacionados acima) você também encontra em conjunto o Ácido Málico. O Ácido Málico é um ácido orgânico. Este ácido é formado em ciclos metabólicos nas células de plantas e animais, incluindo seres humanos. Nos dois ciclos, o de Krebs e glioxilato, é fornecido energia as células e auxilia a formação de aminoácidos.

O ácido málico é empregado em casos de fibromialgia (síndrome crônica caracterizada por queixa dolorosa músculo-esquelética difusa e pela presença de pontos dolorosos em regiões anatomicamente determinadas) e cansaço crônico. Segundo propõe-se, o ácido málico pode reverter a inibição da glicólise e da produção da energia afetadas pela hipóxia, possibilitando aumentar a produção de energia na fibromialgia e reverter o efeito negativo da hipóxia relativa. O ácido málico parece ter ainda função anti-inflamatória, podendo auxiliar na diabetes.

Detalhando: O vínculo entre o magnésio e ácido málico é fraco, tornando mais fácil para o corpo quebrar essa ligação e absorver o magnésio. Como você leu acima, o ácido málico é um componente chave da produção de energia no corpo, por isso os especialistas em saúde preferem esta forma para auxiliar no combate a fibromialgia e síndrome da fadiga crônica.

Para comprar o Magnésio Dimalato, clique aqui.

Cloreto de Magnésio PA

cloreto_magnesio_350Enquanto que o Cloreto de Magnésio, você obtém o Magnésio combinado com Cloro (expressado quimicamente como MgCl2 – significa que é constituído por um íon de Magnésio e dois de Cloro).

Adquiriu popularidade pois têm-se como uma das melhores formas de consumir magnésio de forma sintética, vez que o magnésio é melhor assimilado pelo organismo devido a maior biodisponibilidade, a biodisponibilidade é a quantidade e velocidade na qual o princípio ativo é absorvido, nesse caso o magnésio.

Quanto maior a disponbilidade, maior a porcentagem da absorvição da substância pelo intestino.

O Cloreto de magnésio não é aconselhável para pessoas que possuem distúrbios digestivos.

Fonte: http://natusvitaonline.com.br/blog/2016/04/21/diferenca-entre-magnesio-dimalato-e-cloreto-de-magnesio/

Veja Também

001

Quem é Jesus Cristo?

Baixe o arquivo em power point para estudo: quem-e-jesus-cristo-clique-aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>