Home / Artigos / Quem é Jesus Cristo?

Quem é Jesus Cristo?

Baixe o arquivo em power point para estudo: quem-e-jesus-cristo-clique-aqui

001

002

003

004

005

006

007

008

009

010

011

012

013

014

015

016

017

018

019

020

021

022

023

024

025

026

027

028

029

030

031

032

033

034

035

036

037

038

039

040

Veja Também

Jubileu 3

O Jubileu e o Fim do Rei do Norte

3 Comentários

  1. Oi, tudo bem com vocês?
    Quero uma explicação de vocês a respeito das referencias que se encontram em apocalipse que fala sobre “adorar o Cordeiro”. Sabemos que a Bíblia proíbe a idolatria (que é adorar qualquer coisa que não seja O único Deus) neste sentido, se o Cordeiro que é Jesus, o Cristo, não é Deus, porque a Bíblia ensina adora-lo? não seria isso idolatria? Já fiz essa pergunta para um testemunha de Jeová porem eles não souberam me responder, no fim concordaram que a Bíblia ensina adorar o Cordeiro como sendo um deus menor que Jeová. sinceramente isso é uma aberração! ou Jesus é Deus ou não é e pronto, a ideia de semideus não é Bíblica, porque Jeová não poderia ensinar o que Ele um dia condenou (adoração aquilo que não é Deus) sendo assim, fico intrigado com os textos Bíblicos que ensina adorar ao Cordeiro (Jesus) com a ideia que ele não é Deus. por favor quando tiverem um tempo me respondam. Desde já agradeço pela atenção.

    • Olá irmão! Primeiramente, gostaria de iniciar afirmando que Cristo é Deus e é por isso dígno de adoração. Encontramos alguns versos que elucidam esta questão (Hebreus 1:8; Filipenses 2:6). Contudo, encontramos versos claros da Palavra de Deus que identificam o Pai como único soberano (I Timóteo 6:15, Apocalipse 21:23), veja que neste último verso João identifica o Pai e diz que com sua a glória Ele ilumina a cidade, mas quanto ao Filho, ele identifica como a lâmpada, mostrando claramente que ele, João, compreendia bem as palavras de Jesus quando afirmou que “o Pai é maior que eu” (João 14:28), que recebeu ordem do Pai (14:31), foi enviado pelo Pai (João 17:18), foi ressuscitado pelo Pai (Atos 2:24; 32) e gerado do Pai (João 3:16; Miqueias 5:2; Provérbios 8:22-31;Hebreus 1:5; João 1:18) . Este mesmo Jesus é identificado por João Batista como o Cordeiro de Deus (João 1:29), e mais tarde João, o apóstolo, continua reconhecendo o Filho de Deus como o Cordeiro de Deus (Apocalipse 5:13; 6:16; 7:10), com a finalidade de mostrar Jesus, o Filho de Deus, como o Cordeiro oferecido por um Pai de amor pela humanidade. Paulo ainda apresenta em I Coríntios 15:24-28, um momento, na consumação de todas as coisas, quando tudo estiver subordinado aos Seus pés, o mesmo Jesus se sujeitará ao Seu Pai. Enfim, isto não torna Jesus um Deus menor, entretanto, fica claro à luz da Bíblia que existe uma hierarquia na Divindade e que o Pai é o Soberano do Universo, sendo Jesus o Seu Filho, tendo a mesma substância, mesmos atributos e caráter, Filho de Deus, isto O caracteriza como Deus, assim como filho de homem é homem, pois recebe o filho a mesma substância do seu pai. Que o Senhor continue abençoando tua vida!

    • O fato de adorarmos, além do Pai, também o Cordeiro (Cristo), está na ordem que o Pai deu aos seus anjos:

      “E outra vez, quando introduziu no mundo o primogênito diz: E todos os anjos de Deus o adorem”. Hebreus 1:6

      Portando, devemos adorar o Cordeiro porque é uma ordem do Pai.

      Outra observação:

      Conforme o slide de numero 34 do power-point “Quem é Jesus Cristo?”, João não está dizendo que Jesus Cristo é o verdadeiro Deus. Veja o comentário no slide 34 sobre I João 5:20. O sentido é que quando estamos no Filho, também estamos no Deus verdadeiro, isto é, no Pai.

      Outro comentário é sobre João 1:1:

      “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”.

      Para efeito didático, vamos substituir a palavra “Verbo” por “Filho”, e a palavra “Deus” por “Pai”. Então, o texto ficaria o seguinte:

      “No princípio era o Filho, e o Filho estava com o Pai, e o Filho era o Pai”.

      Note que dizer que “o Filho era o Pai” não faz o menor sentido! Porém, se você disser:

      “…e o Filho era COMO o Pai”, ou “…o Filho era IGUAL ao Pai”, aí faz sentido. Isto inclusive está de acordo com Filipenses 2:6:

      “Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>